fbpx

Você está aí agora, fazendo as contas e elas não batem de jeito nenhum? Por mais que os negócios da sua empresa estejam sempre movimentados, está faltando dinheiro? Muitas vezes, o problema pode não estar nas vendas e sim na sua forma de administração das finanças da empresa. Neste artigo, o nosso intuito é ajudar você a evitar ou consertar esse tipo de situação. Separamos os oito piores erros de gestão que podem deixar sua empresa com as contas no vermelho e também como se livrar deles.

1. Não fazer o controle de fluxo de caixa.

A grana entra e sai sem que você veja a cor dele. Isso não é nada fora do padrão, principalmente no início do seu negócio, quando você precisa de um investimento maior para fazer seu negócio girar. Porém, é necessário ter cuidado para não se perder nessa movimentação financeira – é necessário saber de onde está vindo o seu capital e onde ele está sendo investido.

Muitas vezes você percebe que seu saldo de caixa esteja positivo neste mês, mas por trás disso sua empresa pode estar no negativo, não se pode esquecer dos meses subsequentes. Então mantenha um controle mais efetivo através de planilhas ou se possível através de um software CRM.

2. Não controlar os prazos

Você tem um fluxo de caixa organizado, mas se não se preocupar com o gerenciamento correto das contas a receber e a pagar, certamente você vai gastar seu dinheiro de forma errada e acabar se endividando. Organize os recebimentos para coincidirem com os pagamentos que você deve efetuar, evitando ter que pagar com atraso suas dívidas por ainda não ter recebido de seus clientes. Assim você evita também juros, multas e perda de credibilidade perante seus fornecedores.

É importante conhecer o ponto de equilíbrio da sua empresa. Ou seja, quanto você precisa vender e qual a margem que precisa para cobrir os custos e as despesas de sua operação.

 

3. Não fazer o gerenciamento do seu estoque

Seus itens de estoque de uma forma ou de outra são investimentos em seu negócio. Quando algum produto fica encalhado é o seu dinheiro que está parado. Você investiu uma grana nisso esperando retorno financeiro em um determinado período. Se essa movimentação não acontece, o lucro sobre o investimento não aparece. E você pode acabar prejudicando suas contas.

Sem considerar que caso sua empresa trabalhe com produtos perecíveis, maior a probabilidade desses produtos estragarem ou danificarem, fazendo você perder totalmente seu investimento.

 

4. Exagerar nos descontos e precificar de maneira errada

Precificação é algo que você vai aprendendo e adaptando conforme você tem um controle de custos e despesas de sua empresa e seus produtos e/ou serviços. Você precisa além de analisar o mercado e levar em conta o que você está oferecendo ao seu cliente.

Analise o mercado da seguinte maneira: Por exemplo, você oferece um produto com as mesmas características que a sua concorrência, mas além disso seu prazo de entrega é a metade do que ela oferece e sua garantia é estendida. Então, você tem um grande diferencial em relação a ele, portanto, você deve analisar todos os custos envolvidos para oferecer essas vantagens extras e não tentar igualar os valores de revenda, pois, provavelmente seus custos são muito maiores e seu diferencial não precisa ser necessariamente o valor neste caso.

Então, pense bem antes de igualar os valores da sua concorrência para não sair no prejuízo.

 

5. Não cobrar as dívidas dos clientes ou terceirizar a cobrança.

Inadimplência nem sempre é uma situação fácil de controlar. Porém, deixar de cobrar ou cobrar de forma errada só vai fazer as contas acumularem, os valores aumentarem e cada vez fica mais difícil negociar e receber. Quem acaba perdendo no fim da contas é a sua empresa. Tenha um contato direto com o seu cliente nesse momento, seja franco e evite terceirizar esse tipo de serviço para empresas de cobrança, pois isso pode causar um mal-estar e ainda você vai precisar pagar por esse tipo de serviço. Tente solucionar diretamente e o quanto antes esse tipo de problema.

 

6.  Não controlar empréstimos e financiamentos

Muitas empresas em momentos de crise e pressão por conta da dívidas acha que a solução mais fácil é pegar um empréstimo, mas no meio dessa loucura e na pressa de resolver logo a situação não analisa as formas de pagamento, prazo e principalmente os juros aplicados nesse tipo de transação. E posteriormente acaba se complicando para pagar as parcelas e valores acertados. Alguns para resolver isso recorrem a outros empréstimos e isso acaba se tornando um insustentável bola de neve com o passar do tempo. Essa é uma situação mais comum do que você pode imaginar.

Então, pense bem antes de pegar um empréstimo ou financiamento, e caso, ache realmente necessário, analise as mais variadas alternativas levando em base principalmente os juros, parcelas e prazo de pagamento. E evite aumentar seus problemas.

 

7. Não investir no treinamento de seus vendedores.

Você pode estar pensando, tá este artigo tem o intuito de me ensinar a economizar e evitar que minha empresa fique no vermelho e está me dizendo para “gastar” em treinamentos para minha equipe?

Isso mesmo, primeiro, neste caso o verbo a ser usado não é “gastar”, mas sim “investir”. Vou explicar por que, os vendedores são sua principal forma de chegar ao seu cliente, vendedores sem treinamento adequado, se tornam profissionais desmotivados, sem conhecimento e com pouco engajamento com sua empresa e suas metas. E o resultado disso, certamente vai ser a diminuição das vendas, mal atendimento e falta de preocupação em melhorar seu desempenho. E tudo isso vai refletir no dinheiro que está deixando de entrar na sua empresa.

Vendedores treinados são engajados, têm um desempenho acima da média e estão sempre em busca de melhorias no processo. Ou seja, contribuem para o aumento das vendas e para a eficiência da sua empresa.

8. Não fazer um planejamento financeiro

Para finalizar, vamos citar o que pode ser o origem de todos os erros anteriores: A falta de planejamento financeiro de sua empresa. Em suma, o planejamento prevê o quanto de dinheiro poderá entrar em um determinado período e onde esse dinheiro será investido.

Para que seja possível um planejamento realmente eficiente, o gestor necessita conhecer e ter informações precisas de sua movimentação financeira. Pois, sem controle é impossível fazer um planejamento e sem planejamento não existe um controle eficaz.

Você precisa saber onde quer chegar e traçar o melhor caminho para chegar a esse objetivo, se você não sabe onde quer chegar, como vai traçar uma rota para lugar nenhum?

Então, tenha objetivos bem definidos, o resto vai se encaixando para que eles sejam cumpridos.

Boas vendas e vamos colocar esses números para o topo.

Autor

Gamatec

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *