5 técnicas para conquistar seu cliente e aumentar suas vendas
19 de agosto de 2019

Os 5 erros na precificação que podem atrapalhar seus negócios

A precificação de produtos ou serviços é uma das atividades mais importantes para um empresa. É por meio dela que é possível estabelecer um preço que seja capaz de cobrir todos os custos e ainda gerar resultado positivo para seu negócio. Por esse motivo, deve ser muito bem planejada e analisada com cuidado e atenção.01

Neste post vamos tratar sobre alguns erros comuns, que devem ser evitados pela sua empresa, sendo que qualquer um deles pode levar a grandes prejuízos financeiros. Vamos lá:

 

1. Vender por um preço acima da média do mercado

Na esperança de conseguir uma margem de lucro mais promissora, alguns empreendedores acabam cometendo o erro de exagerar na elevação dos preços de seus produtos. Se seu produto não tiver um grande diferencial em relação ao do seus concorrentes e que realmente compense e explique tal diferença, esse é um grande erro. Certamente os clientes irão procurar outro lugar que ofereça o mesmo produto ou serviço por um valor mais atrativo e sua empresa vai perder esse possível cliente.

 

2. Vender muito mais barato que seus concorrentes

Se você decide colocar um preço abaixo do mercado em seus produtos, mas não adota uma prática de redução de custos operacionais, obviamente os seus resultados no fechamento do mês não serão nada animadores. Existem alguns fatores que influenciam e devem ser levados em conta na precificação de seus itens. Se não forem levados em consideração, vão prejudicar sua lucratividade e aumentar os riscos financeiros da sua empresa por conta de todos os custos envolvidos. Então, pense bem antes de vender produtos muito mais barato que sua concorrência, o que pode no início parecer uma boa estratégia, pode ser um tiro no pé, se não for bem planejado.

 

3. Se “auto sabotar” deixando de considerar todos os custos

Isso mesmo que você leu no título deste tópico, muitas vezes você deixa de considerar alguns valores de produção de seu produto ou serviço e cria a falsa impressão que está tendo lucro ou um resultado melhor que o real. Mas no fim isso não passa por uma “auto sabotagem”. Afinal, você apenas está se enganando com aqueles números irreais que você plantou ali, seja para motivar-se ou para fugir da realidade.

Então não fuja da realidade, considere todos os custos envolvidos, dos maiores aos menores, valor de compra, energia elétrica, aluguel, impostos , mão de obra entre outros. Você vai se surpreender como essas pequenas despesas, que antes eram ignoradas, fazem uma enorme diferença ao longo do tempo.

Com esses dados em mãos e todos os custos levantados, você vai finalmente fazer um planejamento correto e precificar de maneira mais real seu produtos, afim de cobrir todos esses custos e melhorar seus resultados.

 

4. Copiar exatamente o preço de venda da concorrência

Esse é um erro muito comum, muitos empreendedores tem a impressão errônea que para fazer a precificação de seu produto é só pegar os valores de seus concorrentes e pronto, sair vendendo por aí. É claro, que você deve conhecer e estudar o mercado para ter uma base de precificação, mas jamais copiar os valores exercidos pela sua concorrência, pois provavelmente seus custos de produção não são os mesmos deles. Então, analise o mercado, mas faça uma análise interna também de seus custos e assim você pode chegar a um valor ideal. Nenhuma das duas variáveis devem ser usadas sozinhas neste processo.

 

5. Decidir por fazer promoções sem planejamento

As vendas estão em baixa e você logo decide fazer um promoção, ótima ideia, mas é claro se você planejar e estudar como funcionar essa promoção e qual o objetivo final da mesma. Você deve ter em mente que ao fazer um promoção você estará comprometendo parte de seus lucros. Então, antes de sair largando promoções ao sete ventos, faça os cálculos novamente e veja até que ponto é viável tal ação. Assim você evita que sua margem de lucro, acabe se tornando em prejuízo.

A estratégia de precificação deve ser algo bem elaborado e feita com calma e planejamento apurado, é melhor você perder um tempo maior nesta etapa, do que perder dinheiro no decorrer do processo de vendas e ver que errou somente no fechamento do mês, quando os custos não batem com o lucro. E você precisa repensar tudo novamente.

Fazendo esse planejamento de preços de uma maneira correta e bem elaborada, o empreendedor vai conseguir garantir que seu preço de venda seja suficiente para cobrir seus custos e gerar lucros, e também vai ajudar se colocar de uma maneira mais confiável dentro do mercado de atuação.